logotipo

 

fotos e matérias

natureza e tranquilidade
para seu bem-estar
 


reportagem Revista Metrópole

 
 
capa_metropole   A Revista Metrópole que circula em toda a região metropolitana de Campinas, nos prestigiou com uma cativante reportagem feita no Domingo de Carnaval (07 de março de 2004).

Isso, sim, é café reforçado!

Todos os domingos, o irresistível café da manhã do Sítio Vila Bela, em Joaquim Egídio, reúne aproximadamente 50 pessoas. Também pudera: o cheiro de eucalipto, de pães saindo do forno e de cafezinho passado no coador anuncia um típico amanhecer na fazenda

Domingo. O dia mal clareou e o aroma de café fresquinho, passado no coador de pano, toma conta da casa. Os mais variados tipos de pães assam no forno a lenha. Bolos e doces estão prontinhos para ir à mesa, sempre farta. Na ampla varanda do Sítio Vila Bela, com vista para uma exuberante área verde, está tudo preparado para os visitantes que chegam para o café da manhã. E você, aceita um cafezinho típico da fazenda?

O café da manhã no Sítio Vila Bela já atraiu cerca de 800 pessoas desde que começou a ser oferecido, em outubro do ano passado. Os idealizadores desse programa dominical são os donos da propriedade, situada em Joaquim Egídio.

Todos os domingos, o sítio recebe entre 40 e 50 visitantes. A proposta é oferecer uma refeição típica da fazenda, com praticamente tudo feito em casa, em um ambiente perfeito para relaxar. À disposição do visitante, canjica, café passado no coador, leite, sucos naturais, manteiga, geléias e requeijão, além de uma mesa forrada de pães, bolos, tortas e doces.

Não há quem resista aos pães, uma das grandes atrações do sítio: recheados, doces, roscas, com canela, com creme... No sítio pela primeira vez, o comerciante Walmir Nogueira Júnior diz que já tomou café da manhã em vários hotéis, mas se surpreendeu com a variedade oferecida pelo Vila Bela. “Além da fartura, tudo é de qualidade”, afirma.

A funcionária pública Regina Nadruz e o acupunturista Antônio Oliveira, o Toni, compunham um grupo de 12 amigos. “É maravilhoso. Até o ar é bom, mais puro”, diz Toni. Para Regina, os pães que chegam à mesa ainda quentinhos são as coisas mais gostosas. “Não há nada igual”, observa.

O organizador do grupo, Antonio Augusto Pires de Oliveira, ouvidor e gerente de Relações Institucionais da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), participava do café da manhã pela segunda vez com a mulher Licínia Braga Corrêa de Souza.

materia

“O caminho até aqui é um processo de purificação, com túneis de árvores, pedras imensas e cheiro do campo”, observa Pires de Oliveira. O casal participou do primeiro café realizado no Vila Bela. “É bárbaro. Todos que vêm pela primeira vez saem como amigos”, ressalta Licínia. O clima é realmente familiar. Crianças correm de um lado para o outro e brincam juntas. Os participantes se sentem à vontade, conversando como se fossem amigos de longa data.

Muitos freqüentadores, de fato, são amigos do casal proprietário. Um deles é Cláudio Heitor Baltazar, que tomava seu café em companhia da mãe Zoraide e da irmã Isabel Baltazar. Ele mora em Belo Horizonte (MG), mas sempre que está em Campinas não perde o programa no Sítio Vila Bela. “É uma proposta muito interessante e diferente”, afirma Baltazar.

Além de desfrutar da comida caseira, em dia de sol os participantes também podem participar de caminhadas pela propriedade. O ponto mais alto do sítio está localizado a 930 metros de altitude.

Recentemente, o sítio também passou a promover almoços temáticos aos sábados. Dentre os temas, destacam-se o almoço caipira e o de massas. Tudo preparado com o mesmo esmero.

Para participar dos eventos do Sítio Vila Bela é necessário reservar com antecedência. O café da manhã é realizado aos domingos, das 9h às 11h e custa R$ 20,00 por adulto, crianças de 4 a 10 anos pagam R$ 10,00 e crianças até 4 anos não pagam.

 
     

 

₢ Copyright 2003-2010, Sítio Vila Bela